5 remédios naturais que nos ajudam contra a depressão

 Tem se espalhado a ideia de que a única forma de tratar a depressão é consumir comprimidos. Atualmente encontramos medicamentos tradicionais e alternativos que prometem mudar automaticamente o seu estado de ânimo, gerando bem-estar.

 

Isso não é tão certo. Se bem que alguns medicamentos reduzem os sintomas, na verdade, não tiram o problema. Em alguns casos, eles são uma ajuda necessária a curto prazo. No entanto, há estudos em que se põe em causa a sua eficácia a longo prazo. Existem suspeitas de que, depois de cinco anos acabam fazendo crônica e a depressão que antes mantinham à distância.

Isso sem contar que esse tipo de medicamentos têm efeitos secundários negativos, às vezes muito prejudiciais. Mas às vezes é necessário recorrer à medicação, o foco deve ser o de suprimir as pastilhas tão logo seja possível. Ao mesmo tempo, é possível recorrer a remédios naturais para melhorar o nosso estado de espírito. Estes são cinco deles.

1. Uma nutrição adequada

Através da alimentação incorporamos ao nosso corpo uma série de substâncias que melhoram ou atacam o nosso estado de ânimo. Uma pessoa em estado de depressão necessita de uma dieta rica em algumas vitaminas e minerais. Assim, é muito benéfico ter uma dieta rica em os seguintes elementos:

  • Vitaminas C e D: Estão nas frutas cítricas, brócolis, melão, pimentão verde, peixes, ovos e leite, entre outros.
  • Ferro e Zinco: Estão nas carnes vermelhas, peixe, crustáceos, a gema de ovo, chocolate, amendoim, abóbora e manteiga, entre outros.
  • Ácido fólico: Está em vegetais, frutos, legumes, cereais e leite.
  • Omega 3: Em geral, é encontrado em todos os frutos do mar.
  • Selênio: Em lentilhas, ervilhas, amendoim, manteiga de amendoim e nozes, entre outros.

2. O exercício é muito favorável

Há uma grande quantidade de estudos que provam que o exercício tem um impacto decisivo sobre o estado de ânimo. De fato, há aqueles que afirmam que o efeito do exercício chega a ser tão poderoso como o dos medicamentos contra a depressão.

O exercício aumenta os níveis de dopamina e de serotonina. Isto tem como consequência um sentimento de bem-estar, além de maior calma, confiança e boa disposição. Não é necessário se dedicar de corpo e alma a isso, como fazem os profissionais. O mais importante é fazer exercício físico regularmente, de forma que o nosso corpo adquira a rotina e possa desfrutar de todos os seus benefícios.

3. Uma erva contra a depressão

O hipérico, também conhecida como “Erva de São João”  tem demonstrado ser uma excelente ajuda. O melhor é que não tem os efeitos colaterais dos fármacos. Por outro lado, os efeitos positivos para tratar a depressão foram avaliados por diferentes médicos na Alemanha.

Seu modo de preparo é simples: trata-se de fazer um chá com as folhas secas desta planta. O preparado com as folhas que se pode obter em farmácias ou à base de plantas. A dose usual para o tratamento da depressão é de metade de um copo, duas vezes ao dia. Você deve consultar com um profissional se ao mesmo tempo você está consumindo outros medicamentos, já que a interação pode ter associados vários riscos.

4. A luz solar e a natureza

A luz solar tem uma grande influência na saúde e no humor. Em primeiro lugar, graças ao Sol pode-se fixar a vitamina D no corpo. Além disso, foi evidenciado que a escuridão aumenta a produção de melatonina, que produz a sensação de esgotamento e um menor desempenho cognitivo.

Também está comprovado que a falta de luz solar inibe a produção de serotonina, uma substância que incide diretamente sobre o humor. Assim, uma elevada produção de melatonina e uma baixa segregação de serotonina supõe uma diminuição de defesas para nosso estado de espírito, e, portanto, um perigo para a depressão. Desta forma, a luz solar é um antidepressivo natural” gratuito que faríamos bem em aproveitar.

5. As massagens

A massagem é uma técnica milenar que está muito presente nas práticas médicas dos orientais, sobre o tratamento farmacológico mesmo. Em princípio, uma massagem gera alívio muscular e dá lugar a um estado de relaxamento. Isso contribui para melhorar o estado de ânimo e a recuperar a vitalidade, o qual é empregado também como método complementar para tratar a depressão.

Todos estes métodos naturais para combater a depressão mostraram-se eficazes. O seu ponto mais forte é que não só reduzem os sintomas, mas também melhoram a qualidade de vida e protegem a nossa saúde. O melhor de tudo é que não tem efeitos secundários negativos e se os mantemos os seus benefícios se vêem reforçados no tempo.